Como esses problemas foram criados e como resolvê-los?

Há alguém na sua vida que não está agindo como deveria e te causando problemas por isso?

Pense nisso por um momento

blame

Foto: Diana Luu

Essa é a percepção que você tem dessa pessoa e de como ela deveria ser, o modo com a vê, a sua compreensão a respeito dela e do que seria a causa de um seus problemas.

Você já sentiu que estava absolutamente certo sobre algo ou alguém e depois descobriu que estava muito enganado? 

Compreendemos o mundo e nós mesmos não como realmente são, mas por meio de uma série de pressuposições – as lentes pelas quais enxergamos.

lens 1

Foto: sandyx3

É especialmente quando sentimos estar absolutamente certos que corremos mais risco de estarmos enganados – e na maioria das vezes estamos.

Nesses casos há um duplo engano:

  • Estamos enganados em nossa percepção a respeito do fato e
  • Estamos enganados ao pensar que estamos certos.

É aqui que a maioria de nossos problemas começam.

Quando assumimos que simplesmente estamos vendo as coisas exatamente como são, nós:

  • Deixamos de questionar se realmente são o que parecem ser.
  • Paramos de aprender
  • Ficamos a mercê dos nossos enganos e dos problemas que eles causam.
  • Assumimos que a causa do problema está lá fora e assim perdemos a capacidade de resolvê-lo.

Pense em como estar enganado pode gerar sofrimento e fazer com que nossos atos e decisões tendam a ter consequências desastrosas:

  • Achar que um problema não tem solução, quando, na verdade, ela está ao nosso alcance.
  • Julgar a si mesmo ou outros como culpado, quando, na verdade, não teve culpa.
  • Pensar que perdemos ou que não temos algo que precisamos muito, mas que, na verdade, é desnecessário.

Por outro lado, ter uma percepção mais apurada a respeito de nós mesmos e da situação traz benefícios inimagináveis.

Mas como saber se estamos enganados sobre algo/alguém?

Aquilo que mais nos incomoda tende a ser justamente aquilo que vemos de modo mais distorcido.

O próximo passo então é:

  1. Identificar aquilo que mais nos incomoda.
  2. Identificar e esclarecer as pressuposições que temos a respeito do fato – as lentes pelas quais estamos vendo-o.
  3. Questionar nossas pressuposições até obter uma melhor compreensão, uma visão mais nítida. No fim, você verá que, geralmente, é bem o contrário do que pensamos ser inicialmente.

blurred

Foto: massimo|care

Você conseguirá lidar muito melhor com a pessoa/situação assim que compreendê-la melhor. Continue comigo e eu te ajudarei nessa tarefa.

Luiz Guilherme Pacheco Littig

Anúncios

2 ideias sobre “Como esses problemas foram criados e como resolvê-los?

  1. Helio Littig

    Quando meus problemas se tornaram realmente muito sérios, consegui enchergar que na maioria das vezes foi eu quem os alimentei, achando sempre que as pessoas que estavam comigo é que deveriam se adequar ao que achava correto.
    Consegui ver nos seus comentários que a boa saída é o dialogo e o abrir da mente para criar a possibilidade de corrigir o problema.
    Conto com você pra me ajudar a ser um homem melhor, marido compreensivo, carinhoso e companheiro, pai amoroso, amigo e profissional competente.
    Abraço.
    Hélio Littig.

    Resposta
  2. Bia Franco

    Luiz , achei muito interessante !!!!
    Conto com você também ;))
    Preciso de ajuda nesses aspectos. MUITO LEGAL MESMO !
    Beijo

    Resposta

Conte o que achou a respeito. Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s